A última vez!

          Primeiramente, peço desculpas pelas palavras pesadas que você lerá a seguir. Se soubesse como é o dia a dia quem pega ônibus (aqui no Brasil, é claro), entenderia melhor o porque de tal vocabulário.
          Poucas vezes me queixei de usar o transporte coletivo de Goiânia, porque já sou acostumado a encarar certas dificuldades e me adapto fácil a ambientes que não tenham conforto e nem higiene decente, como é o caso dos ônibus da CMTC.
          E é com muita satisfação que eu estou deixando essa desgraça de vida de quem tem que pegar ônibus todo dia para ir trabalhar e estudar.
          Adquiri uma moto, que apesar de básica, vai me poupar muito tempo, na verdade cerca de duas horas por dia.
          E o que eu já perdi de tempo nessa merda de transporte coletivo!? Uma verdadeira anarquia dentro dessas carroças de carregar porco. Tem tantos tipos de pessoas e alguns tipos de animais animais, que dividi por categorias, sendo:
  • Vendedores ambulantes;
  • Os pedintes (essa é a pior categoria de desgraçados que nos importunam)
  • Gente nervosa;
  • Gays, bixas e tudo quanto é aberração;
  • Os reis dos penteados, "estilsos" que é uma beleza!
  • Mulher subaquenta;
  • Gente ignorante (burra sem tanto);
  • Os revolucionários da moda;
  • Os filhos da puta que ficam escutando rap em volume alto;
  • Os fedidos;
  • Os malas;
  • Os doidos que têm "tic" nervoso ou que conversam sozinhos;
          É o caos. Eu já estava no meu limite. Não aguentava mais essa porcaria de coletivo!!!
          Felizmente, acabou.

Se Deus quiser, nunca mais!

Comentários