A marca que não costuma sumir

          É parte da natureza do ser humano rir da desgraça alheia, desejar o mal aos outros e crucificar quem erra sem olhar para si próprio, como se fosse puro e nunca tivesse errado antes. Uma experiência ruim aconteceu com uma pessoa extremamente próxima a mim, e me mostrou como as pessoas são maldosas e, em sua maioria, têm o péssimo costume de espalhar notícias ruins de forma prioritária.
          Isso é bem visível nas cidades pequenas, em que todos se conhecem. Chega a ser espantoso o tanto que as notícias ruins "correm" nesses lugares. E a impressionante memória das pessoas para lembrar daquilo que é ruim.
          Admitamos que as notícias boas se espalham em um ritmo bem menor. Isso é incontestável. Já as notícias ruins, além de voarem, sofrem "mutações": distorcem, aumentam de tamanho e por aí vai. Isso é o que mais me deixa irritado. Realmente fico chateado com a mania que as pessoas têm de "aumentar" as histórias.
          Devemos nos lembrar que toda pessoa que comete um erro e depois se corrige é digna de perdão. É claro que cada erro tem um peso e um tempo para que os outros esqueçam. O arrependimento deve ocorrer também para que a pessoa que errou se corrija e não faça a besteira de novo.
          Por isso concluí que antes de falar de alguém devemos refletir, principalmente pelo tanto que comentários podem prejudicar alguém que já tenha errado.A exceção ocorre caso você tenha certeza absoluta de que essa pessoa ainda persiste no mesmo erro.
          Tente se colocar no lugar de quem sofre por não ter sua mudança reconhecida. É muito triste essa situação. Isso acontece muito: um indivíduo faz certa fama (normalmente as "famas" são atribuídas à coisas ruins), e todos o difamam. De repente, o indivíduo pára de cometer tal erro e toma outro rumo na vida que seja positivo e moralmente correto. Muito bom. Isso é muito bonito. O que não é bonito é que quem falou mal e julgou o indivíduo, sabendo agora de sua "fama", dificilmente vai ter a honrosa e nobre atitude de o elogia-lo e bendize-lo aos outros. Por que? Porque muita gente acha legal ver as pessoas "se fuderem" Simples assim.
          Por isso que fofocas que denigrem a imagem dos outros é algo que não quero praticar. Temos que começar a olhar o lado bom das pessoas ou pelo menos evitar de ficar denegrindo-as. Lembrando mais uma vez que cada erro tem um peso moral e há barbáries que realmente são difíceis de perdoar. Mas para aquelas conversas fiadas de boteco ou de salão em que você está querendo falar de alguém, é só se lembrar sempre caso fosse você a vítima das fofocas antes de abrir a boca.

Comentários